icmc-e-esalq-oferecem-oportunidade-de-bolsa-em-projeto-de-desenvolvimento-de-software-para-graduados-em-computacao Notícias
Selecionados atuarão em projeto destinado a desenvolver software de apoio ao cultivo de espécies florestais no cerrado brasileiro
Data da publicação: 04/03/2021

 

Criar um software de apoio ao cultivo de espécies florestais no cerrado brasileiro. Esse é o objetivo do projeto Siflor Cerrado, que está selecionando bolsistas. Desenvolvido na USP por pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), em São Carlos, e da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), em Piracicaba, o projeto oferecerá bolsas no valor de R$ 1.500 mensais a cada desenvolvedor, financiadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Serão selecionados até quatro profissionais que tenham ensino superior completo em computação e possam se dedicar 20 horas semanais ao projeto. É esperado também que o candidato possua experiência com desenvolvimento de aplicativo para smartphones, com geolocalização, e também experiência em desenvolvimento web, incluindo tecnologias como html, css, javascript, php,mysql e API.

Até mesmo candidatos já empregados podem se candidatar à bolsa, que será oferecida de março a novembro de 2021. Para participar, basta preencher este formulário eletrônico, até sexta-feira, 5 de março: icmc.usp.br/e/c5fe1. No formulário, são solicitados diversos dados dos interessados bem como currículo vitae, histórico de graduação e texto de apresentação, indicando por que a pessoa avalia que é uma boa candidata ao projeto.

A iniciativa faz parte do Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e visa fornecer ao produtor rural informações sobre a aptidão de diferentes espécies florestais/clones para cultivo na região do cerrado brasileiro, por meio de um software/aplicativo que contemple informações relacionadas a clima, solo, altitude etc.

A meta é que as informações sejam oferecidas ao público-alvo de forma amigável, usando recursos de localização geográfica. Dessa forma, de acordo com as características de solo e clima de cada propriedade rural, será possível recomendar as espécies florestais adaptadas ao cultivo em sistema de monocultivo e de integração lavoura-pecuária-floresta.

Três professores do ICMC são responsáveis por coordenar o desenvolvimento do sistema de software: Márcio Eduardo Delamaro; Paulo Sergio Lopes de Souza e Simone do Rocio Senger de Souza.

Texto: Assessoria de Comunicação do ICMC/USP

 

Mais informações
Inscreva-se até 5 de março neste link: icmc.usp.br/e/c5fe1

 
 

CONÉCTATE CON NOSOTROS
 

© 2021 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação