3000-defesas Notícias
3000 defesas foram celebradas no encerramento das comemorações dos 50 anos.
Data da publicação: 29/11/2022

palco fernao

Egressos da pós-graduação do ICMC reunidos no palco do auditório Fernão. Foto: Renato Amprino

 

O dia 25 de novembro foi uma data especial para os egressos dos programas de pós-graduação do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), da USP, em São Carlos. Foi a sexta-feira em que eles aceitaram o convite de voltar para casa, matar a saudade e rever os colegas de mestrado ou doutorado em uma confraternização que celebrou a marca de 3.000 defesas, em 2022, ano que encerra as comemorações dos 50 anos do Instituto.

O som no auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano (professor já falecido que completou seu mestrado em 1973 e doutorado em 1976) estava alto, ecoava conversas animadas, papos colocados em dia e risadas. Eu também estava ouvindo boas histórias, me emocionando e conhecendo os desbravadores deste feito. Na primeira fila, o primeiro ex-aluno de mestrado e também de doutorado do ICMC; o atuante professor Hildebrando Munhoz Rodrigues. Logo atrás dele, estava sentada Célia Maria Finazzi de Andrade, 81 anos, uma das primeiras professoras a dar aula no curso de matemática da USP São Carlos, antes mesmo do Instituto ter sido inaugurado. Ela foi uma das dez primeiras a defender sua dissertação de mestrado e, em 1977, concluiu o doutorado, também como uma das pioneiras nas duas pós-graduações. “Eu estou adorando essa iniciativa e poder fazer parte desse reencontro que nos traz tantas boas recordações”, disse ela.

A matemática Suely do Carmo Siqueira Ceron também fez questão de estar presente. Seu doutorado em Equações Diferenciais foi defendido em 1985. “Eu gosto muito desses encontros, já fizemos com a turma da graduação em São José do Rio Preto, onde me graduei e, agora, estou adorando rever o pessoal também aqui”.

E era exatamente isso, proporcionar esse tipo de emoção, o que os organizadores do evento pretendiam.

Uma comissão foi criada em agosto deste ano para promover o reencontro dos alunos, seus orientadores e funcionários, tentando atrair o máximo de participantes possível, o que acabou ocorrendo de fato.

 

IMG 0190

Prof. Adenilso Simão durante a apresentação do evento. Foto: Renato Amprino

 

O atual vice-diretor do ICMC, Adenilso da Silva Simão, foi o idealizador desse projeto e comandou o bate-papo e as homenagens que trouxeram de volta inúmeras recordações a todos. Quando as 3000 defesas foram atingidas ele era o presidente da Comissão de Pós-Graduação (CPG) e, portanto, mais ainda defensor desse evento que ele abriu dizendo: “O que nós gostaríamos de proporcionar era esse bate-papo entre vocês, que irei interromper por alguns minutos para dar início à celebração”.

O diretor do ICMC, André Carlos Ponce de Leon Ferreira de Carvalho, deu as boas-vindas aos presentes. “ Estou muito feliz por vocês terem aceitado esse convite e estarem aqui hoje. Só temos a agradecer a todos. Sem vocês, nosso programa de pós-graduação não seria o que é hoje”.

Também falou o atual presidente da CPG, Antonio Castelo Filho. “ Esse evento demonstra a qualidade do nosso ensino que é motivo de muito orgulho e prestígio. Agradeço a todos os discentes, docentes e funcionários que construíram essa trajetória”.

Trajetória que Adenilso ajudou a relembrar com um breve passeio pelos principais fatos históricos, iniciando pela década de 1970. O professor Hildebrando foi homenageado e contou como tudo começou. “O meu mestrado inaugurou um novo modelo de pós-graduação que o país passava a instituir e o meu orientador na época, sugeriu que eu aliasse com a criação do programa (em matemática) aqui no ICMC. Sigo até hoje trabalhando, em pesquisa e orientando também! ”.

O primeiro aluno de doutorado a defender em 1973, no Programa de Pós-Graduação em Matemática (PPG-Mat), Auster Ruzante foi homenageado também, seguido por Edson Cazarini, autor da primeira defesa do Programa Pós-Graduação em Ciências de Computação e Matemática Computacional (PPG-CCMC), em 1976.

 

IMG 0145

Placas de homenagens a todos os primeiros pós-graduandos de cada programa do ICMC. Foto: Renato Amprino

 

As primeiras 100 defesas ocorridas até 1979 foram lembradas, assim como as 500, em 1998. Andréa Vianna, recebeu a homenagem pelo primeiro doutorado do PPG-CCMC, no ano 2000. “É uma alegria participar desse evento, sigo como docente na Unesp de Bauru e sou muito grata à USP pelo importante caminho acadêmico que a universidade me ajudou a trilhar tanto no mestrado, como no doutorado”.

Em 2005, o ICMC chegou a 1000 defesas. E em 2013, ocorreu a primeira defesa do Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT). Elvis Donizeti Neves foi o homenageado. “Me recordo que o dia da minha defesa foi duplamente feliz, no mesmo dia, fiquei sabendo que seria pai do meu primeiro filho. Fiz aqui amigos que mantenho contato até hoje”, disse Elvis que é professor do ensino médio e cursinhos.

Em 2015, Amanda D’Andrea também fez história ao concluir o primeiro mestrado do Programa Interinstitucional de Pós-Graduação em Estatística UFSCar-USP (PIPGEs) e, no mesmo ano, atingia-se as 2000 defesas.

Era 2016 quando Eveliny Barroso da Silva fez a primeira defesa de doutorado do PIPGEs e 2017, a primeira defesa do Mestrado Profissional em Matemática, Estatística e Computação Aplicadas à Indústria (MECAI) foi de Daniel Rodrigues.

De volta a 2022, chegamos as 3000 defesas. Adenilso observou que pouco tempo se passou entre as 2000 e as 3000. “ Isso demonstra a qualidade, a procura e sucesso do nosso programa de pós-graduação”.

E esse caminho não teria sido o mesmo não fosse a colaboração de pelo menos 270 orientadores contabilizados nessas 3000 defesas. Também convidados para a cerimônia, foram aplaudidos em pé, assim como os ex-funcionários do Serviço de Pós-Graduação e os do quadro atual.

Um pouco de geografia para confirmar que o conteúdo desenvolvido no ICMC chegou a todos os estados brasileiros por intermédio dos egressos que em bastante número também vieram do exterior para estudar aqui.

Uma das principais bandeiras da atual administração é a igualdade de oportunidades e olhando de forma especial para a participação de mulheres na pós-graduação nos últimos anos, Adenilso se comprometeu a trabalhar para que seja maior. “Essa é uma das preocupações da nossa gestão. Eu sou ICMC, fui feito aqui e estamos trabalhando também para que a qualidade do ensino que oferecemos nos programas de pós só aumente”.

 

DSCN6662

Painéis dos egressos da pós-graduação. Foto: Fernando Mazzola

 

Placas comemorativas
Após a cerimônia, sem muita cerimônia, mas cheia de interação, os participantes foram convidados a dar um passeio pelo ICMC até a surpresa: as novas placas comemorativas instaladas para eternizar ano a ano os nomes de todos os alunos que fizeram, fazem e farão as suas defesas no ICMC, deixando dessa forma os seus legados e uma boa parte de contribuição nessa história.

 

Texto: Raquel Vieira

 

Contato para esta pauta:
E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Telefone: (19) 99199-8981

CONECT WITH US
 

© 2023 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação