solucoes-inovadoras-criadas-no-icmc-facilitam-o-dia-a-dia-de-alunos-professores-e-funcionarios Notícias
As ferramentas tecnológicas desenvolvidas pela Seção Técnica de Informática e a infraestrutura disponível no Instituto se tornaram diferenciais que contribuem para a atração de recursos humanos qualificados
Data da publicação: 11/01/2019

 
 

Crédito: Nilton Júnior
 
 
Nas salas de aula do Instituto de Ciências Matemáticas e Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, a mesa de apoio aos professores parece tão simples como qualquer outra utilizada nas universidades pelo Brasil afora. A diferença é o painel cheio de botões: basta apertar alguns deles para controlar as funcionalidades do computador, som e do projetor multimídia ao mesmo tempo. Assim, as aulas podem começar sem que os professores percam tempo conectando vários dispositivos.
 
A mesa digital ilustra o tipo de solução inovadora que é criada pelo time da Seção Técnica de Informática (STI) do ICMC. Nesse caso específico, o objetivo foi aumentar a produtividade das aulas e facilitar o trabalho do professor. De acordo com Dagoberto Cavalli Jr, chefe da seção, criar softwares e programas computacionais que sejam capazes de melhorar o desempenho dos profissionais que atuam nas diversas áreas do Instituto é uma das funções dos especialistas da STI do ICMC.
 
Segundo Cavalli, cinco profissionais são responsáveis por desenvolver soluções específicas para os setores do Instituto. Alguns dos sistemas criados, inclusive, também contribuem para otimizar as atividades dos alunos, tanto dentro quanto fora da sala de aula. Ele esclarece ainda que o sucesso do trabalho da equipe se deve, principalmente, à qualificação dos funcionários e a definição de uma arquitetura padronizada de desenvolvimento, baseada em indústria de software. Confira, a seguir, exemplos de alguns sistemas e soluções que foram criados ou implantados no ICMC e que ganharam destaque na USP:
 
• Mesas Digitais: a mesa digital é composta por uma placa de interface que faz a comunicação entre os equipamentos e os comandos emitidos pelo professor por meio dos botões acionados. As mesas foram implantadas no final de 2013 e hoje há 30 delas somente no ICMC. A tecnologia também foi embarcada em outras unidades da USP e em outras universidades.
 
 
 
Mesa desenvolvida no ICMC integra todos os controles de informática e audiovisual (foto: Reinaldo Mizutani)
 
 
• OTRS: é um sistema aberto para controle de chamados, ou seja, é uma plataforma virtual capaz de centralizar solicitações de atendimento para que a STI possa resolver o problema o mais rápido possível. Além disso, o sistema seleciona esses atendimentos com base em critérios de prioridade. Quanto mais urgente for a solicitação, mais rápido o atendimento é feito. De acordo com Dagoberto, desde que o sistema foi criado, os chamados aumentaram 135%.
 
• Hórus: é um sistema de controle de acesso que controla uma catraca elevada que só é ativada por meio de um cartão de acesso, nesse caso, o cartão USP. Atualmente, o ICMC tem duas unidades do sistema, mas já existem projetos de instalação em mais locais dentro da unidade. De acordo com Cavalli, o sistema mostrou efetividade desde sua instalação, pois aumentou a segurança nos acessos aos prédios e possibilitou economia substancial na otimização de postos de vigilância do ICMC. O Instituto foi piloto na implantação do sistema, que foi desenvolvido pelo Centro de Tecnologia da Informação do Campus de Piracicaba, ligado a Superintendência de Tecnologia da Informação da USP.
 
• Vagas: sistema utilizado em diversos setores do ICMC para que os funcionários possam disponibilizar ao público quais processos de inscrições estão disponíveis. Com esse sistema, os setores podem divulgar vagas de pós-graduação, estágio, monitoria ou de qualquer outro processo seletivo em uma única plataforma. Antes dessa tecnologia, o candidato interessado em determinada vaga tinha que se apresentar presencialmente ao setor responsável, o que acabava dificultando e limitando o acesso dos candidatos, principalmente dos estrangeiros. Agora, eles podem encontrar quais vagas estão disponíveis com mais facilidade e, caso queiram participar do processo seletivo, podem iniciar o processo online. Apesar de este sistema ter sido desenvolvido pelo time da STI do ICMC, o mesmo também foi cedido para outros Institutos da USP, como o Instituto de Matemática e Estatística (IME) e o Instituto de Física de São Carlos (IFSC).
 
• Bedel: este sistema realiza o controle de presença dos discentes e opera da seguinte maneira: na entrada da sala de aula o estudante registra sua presença no leitor de cartões usando o cartão USP. A partir disso, o sistema registra horário de entrada desse aluno. No fim da aula, após passar novamente pelo leitor, é registrada a quantidade de horas em que esse aluno permaneceu na sala de aula. Esses dados são disponibilizados para os professores em um sistema virtual, em que pode ser visualizada e administrada a frequência dos alunos. Igor Custódio, analista do ICMC, explica que as disciplinas são definidas por hora/aula e que um horímetro é a melhor ferramenta para monitorar a presença dos alunos. O Bedel ainda é um projeto piloto e sua implementação está sendo discutida.
 
• Gestão de Infraestrutura e Aplicações (GIA): é um hardware que foi criado a partir de materiais que seriam descartados – advindos do desmonte de laboratórios de informática – que exibe informações por meio de terminais localizados nas salas de aula. Atualmente, esse sistema permite a sincronização dos relógios desses terminais por meio de uma rede ligada ao Observatório Nacional, instituição designada para gerar a Hora Legal Brasileira (HLB). Igor explica que há planos para que esses terminais também disponibilizem, por exemplo, informações como previsão do tempo e a disciplina ministrada em cada sala de aula. A proposta é que essa ferramenta, que atualmente está instalada em 8 salas do ICMC, seja expandida para todas as salas de aula e espaços que necessitam de monitoração e controle.
 
• Printer-cloud: serviço de impressão destinado à comunidade do ICMC, em que os usuários submetem as requisições de impressão por meio de uma plataforma web, sem ter a necessidade de drivers específicos previamente instalados nos dispositivos. O serviço possibilita, ainda, submeter as impressões utilizando dispositivos móveis conectados a qualquer rede com acesso à internet. Outro ponto importante do sistema é a contabilização das impressões e controle de cotas, além do painel de gestão ambiental, que possibilita a visualização de dados relativos a emissão de carbono nos processos de impressão.
 
• Janelas Virtuais: sistema de comunicação interna baseado em telas posicionadas em locais estratégicos nos prédios e corredores do ICMC. Nascido a partir de uma parceria com a startup TelaSocial, de um egresso do Instituto, o sistema é baseado na exibição de notícias e eventos, a partir dos dados cadastrados no site e nas mídias sociais do Instituto. Neste momento, o sistema está em processo de reestruturação para torna-lo mais aderente as soluções recentes da web.
 
 
 
 
Janelas Virtuais exibem notícias e eventos do ICMC em telas posicionadas pelos corredores (crédito: divulgação)
 
 
• Gestão de Projetos Científicos (SGPC): é um sistema web disponibilizado para o controle e gerenciamento de recursos financeiros de projetos de pesquisa provenientes de agências de fomento, convênios ou acordos de cooperação. A principal finalidade do SGPC é auxiliar todos os envolvidos na gestão de projetos científicos, permitindo acompanhar as atividades típicas de um projeto, desde sua solicitação perante a entidade financiadora até sua efetiva conclusão. O gerenciamento abrange informações completas sobre o projeto científico, tais como os dados dos participantes (coordenadores, pesquisadores, alunos etc.), os detalhes dos auxílios recebidos, a execução desses auxílios por meio de despesas diversas, a apresentação de relatórios científicos que demonstrem a evolução do projeto e a prestação de contas das despesas realizadas. Utilizado pelo Escritório de Apoio Institucional ao Pesquisador do ICMC, o sistema foi proposto e desenvolvido pelo Instituto em parceria com o Departamento de Tecnologia da Informação da Reitoria, com apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa, do Centro de Competência em Software Livre e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Sistemas Embarcados Críticos (INCT-SEC).
 
• Tombo: foi desenvolvido para atender a uma demanda da Biblioteca Achille Bassi, que precisava substituir os fichários de tombo. Antes da criação da ferramenta, a catalogação das publicações era realizada manualmente e as etiquetas de identificação precisam ser datilografadas. Com o sistema, o trabalho foi totalmente automatizado, o que permite a obtenção de informações de forma dinâmica e imediata, por meio de relatórios que indicam a procedência das publicações, por exemplo. Além disso, o sistema possibilita a emissão automática das etiquetas de identificação.
 
Cavalli ressaltar que o apoio dos diversos setores do ICMC foi fundamental para o desenvolvimento dessas soluções. “Os setores administrativos são participantes do processo de construção, principalmente nos fatores que tangem o processo inicial de levantamento de requisitos e no processo de homologação, este último com o intuito de verificar se todos os objetivos e procedimentos foram cumpridos pela solução. Enfim, um bom sistema ou solução é o produto das diversas ações dentro de uma sistemática consciente, que começa pelo mapeamento preciso dos requisitos, este realizado em conjunto com o cliente.”, finaliza.
 
 
 
Texto: Assessoria de Comunicação do ICMC/USP
 
Mais informações
Seção Técnica de Informática do ICMC: (16) 3373.9705
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

CONECTE-SE COM A GENTE
 

© 2019 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação