e-tempo-de-celebrar-o-dia-das-mulheres-na-matematica Notícias
Palestra, documentário e exposição são atrações na USP, em São Carlos
Data da publicação: 10/05/2019

 
 

Uma das professoras pioneiras na área de matemática na USP, em São Carlos, Lourdes de la Rosa Onuchic falará sobre sua trajetória na próxima segunda, dia 13, às 13 horas, no ICMC
 
 
 
O Dia das Mulheres na Matemática será comemorado, pela primeira vez, no próximo domingo, 12 de maio. Haverá eventos em cerca de 90 lugares ao redor do mundo e São Carlos fará parte dessa história: na segunda, dia 13, a professora aposentada Lourdes de la Rosa Onuchic, uma das professoras pioneiras a atuar na área de matemática na USP, em São Carlos, contará um pouco de sua trajetória ao público. Na sequência, será exibido o documentário Jornadas de Mulheres na Matemática (Journey of Women in Mathematics).
 
Aberto a todos os interessados, o evento é gratuito, não demanda inscrições prévias e acontecerá às 13 horas no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), no auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano. A data de 12 de maio foi escolhida para a comemoração por ser o dia do nascimento de Maryam Mirzakhani, única mulher a ganhar a Medalha Fields, a maior honraria da Matemática.
 
Quem quiser conhecer mais sobre a trajetória da pesquisadora, que morreu em 2017, depois de lutar alguns anos contra o câncer, pode visitar a exposição Remember Maryam Mirzakhani, que está em exibição, até 31 de maio, no andar térreo e no primeiro piso da Biblioteca Achille Bassi, também no ICMC. “Queremos motivar e encorajar mais estudantes do gênero feminino a pesquisar ou darem continuidade às suas pesquisas na área de matemática”, explica a curadora da exposição, a professora Thaís Jordão, do ICMC, que organizou o evento do dia 13.
 
 

12 de maio é a data de nascimento de Maryam Mirzakhani, única mulher a ganhar a Medalha Fields
 
 
Elas na matemática – Em todo o mundo, estima-se que as mulheres sejam, aproximadamente, 30% dos estudantes no início de carreira na área de matemática. No entanto, elas vão ficando pelo caminho: ocupam somente cerca de 10% dos cargos de liderança nesse campo profissional.
 
No Brasil, menos de 45% dos ingressantes em cursos de graduação em matemática são mulheres. Conforme os degraus da carreira científica vão ficando mais altos, o percentual vai diminuindo e se reduz a 15% quando a análise leva em conta os bolsistas de produtividade em pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
 
Daí a relevância de mostrar ao mundo como é a vida das mulheres que optaram pela área. É exatamente essa a proposta do documentário Journey of Women in Mathematics, produzido pelo Comitê para Mulheres em Matemática da União Matemática Internacional em parceria com a Simons Foundation.
 
A primeira parte do documentário conta a trajetória de três matemáticas: a brasileira Carolina Araújo e as matemáticas Neela Nataraj, da Índia, e Aminatou Pecha, de Camarões. Já a segunda etapa, filmada durante o Encontro Mundial para Mulheres em Matemática (WM)², deu voz a outras seis matemáticas presentes no evento.
 
Tanto o documentário quanto a exposição e a palestra têm como objetivo tornar realidade o que Maryam desejou no momento em que ganhou a Medalha Fields, palavras que aparecem registradas em um dos painéis da exposição: “Eu tenho certeza de que haverá muito mais mulheres ganhando esse tipo de prêmio nos próximos anos.”
 
 

A professora Thaís Jordão durante a inauguração da exposição sobre Maryam, no Encontro Mundial para Mulheres em Matemática
 
 

Texto: Denise Casatti – Assessoria de Comunicação do ICMC/USP
 
Para saber mais 
Site do Dia das Mulheres na Matemática: https://may12.womeninmaths.org
Documentário Journey of Women in Mathematics: https://youtu.be/uNJ7riiPHOY
Comitê para Mulheres em Matemática – https://www.mathunion.org/cwm
A matemática brasileira sob a perspectiva de gênero – artigo da professora Carolina Araújo (IMPA)
O “dilema Tostines” das mulheres na matemática – artigo da professora Cristina Brech (IME/USP)

CONECTE-SE COM A GENTE
 

© 2019 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação