como-a-paisagem-pode-favorecer-as-atividades-de-ensino-pesquisa-e-extensao Notícias
Projeto de paisagem do ICMC, que está sendo desenvolvido por pesquisadora do IAU, será apresentado à comunidade na próxima quarta-feira, dia 21
Data da publicação: 19/08/2019

 
 
 
 
Não são poucos os visitantes que elogiam os espaços que compõem o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. A maioria relata que o encanto se relaciona à forma como a natureza permeia com exuberância os arredores dos blocos que abrigam salas de aulas, de professores, laboratórios de pesquisa, de informática e áreas administrativas. Mas será que é possível repensar essa paisagem a fim de que favoreça ainda mais as atividades de ensino, pesquisa e extensão, levando em conta práticas sustentáveis?
 
Esse é um dos desafios que têm mobilizado a professora Luciana Schenk, do Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU) da USP. Para construir o projeto de paisagem do ICMC, ela conta com o apoio duas bolsistas: Beatriz Sousa Borges e Sophia da Rosa Siviero, ambas estudantes de arquitetura do IAU.
 
A equipe já fez um levantamento técnico sobre todas as espécies que constituem a vegetação do ICMC, além de uma ampla pesquisa sobre os ambientes de instituições de ensino do mundo que são reconhecidas pelos seus projetos de paisagem. “O próximo passo é mostrar esse trabalho para a comunidade e convidá-la a responder um breve questionário on-line”, explica Luciana.
 
A reunião com a comunidade do ICMC acontecerá na próxima quarta-feira, 21 de agosto, a partir das 16 horas, no auditório Luiz Antonio Favaro, no bloco 4. Aberto a todos os interessados, o encontro explicará os objetivos do projeto e convidará a comunidade a responder um formulário on-line (disponível neste link: icmc.usp.br/e/108b0).
 
“Na opinião dessa comunidade, o que, de fato, pode fazer a diferença quando andamos pelo ICMC para recarregar as baterias? Devemos privilegiar espaços de encontro ou de silêncio?”, questiona Luciana. A partir das respostas ao questionário, a equipe compreenderá melhor as percepções a respeito dos ambientes do ICMC e poderá planejar adequadamente os espaços: “O que criamos são eventos que vão compor uma narrativa do percurso que as pessoas farão por aqui”.
 
A pesquisadora explica ainda que o projeto precisa manter a congruência com a paisagem local. Nesse caso, para selecionar as espécies que constituirão a vegetação, é preciso levar em conta a qualidade da vegetação presente e o tipo de fauna do local, inclusive para enriquecê-los. “Só assim, poderemos construir um meio ambiente mais rico em todos os sentidos”, diz a professora.
 
Segundo Luciana, a paisagem que nos cerca passa a ser valorizada a partir do momento em que estabelecemos uma relação afetiva com o local. Quando isso ocorre, as alterações nesse ambiente são percebidas tal como as mudanças que acontecem em nossa casa, capazes de transformar nossa história e nossa cultura. Na opinião da professora, é possível notar na comunidade do Instituto esse vínculo afetivo. “Isso é o que mais me encanta no ICMC”, finaliza Luciana.
 
 
 
 
 
Texto: Denise Casatti – Assessoria de Comunicação do ICMC/USP 
Fotos: Nilton Junior/ArtyPhotos
 
 
Projeto de paisagem: reunião com a comunidade 
Responda ao questionário até 2 de setembro: icmc.usp.br/e/108b0
Quando: dia 21 de agosto, quarta-feira, às 16 horas
Onde: auditório Luiz Antonio Favaro (4-111)
Mais informações: (16) 3373.9622 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

CONECTE-SE COM A GENTE
 

© 2019 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação