15-de-outubro-diadoprofessor-diadaprofessora Notícias
Neste Dia dos Professores, confira alguns relatos de alunos do ICMC falando sobre docentes que eles consideram de “estimação”
Data da publicação: 15/10/2020

Para marcar o Dia do Professor, celebrado nesta quinta-feira, 15 de outubro, o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, coletou depoimentos de nove estudantes em homenagens a seus docentes de “estimação”. Os relatos são resultado de uma parceria estabelecida pela área de comunicação do Instituto com um dos representantes discente dos alunos de graduação, Pedro Ramos, que cursa Engenharia de Computação.

Com a parceria, criou-se uma ação e estudantes foram convidados a enviar depoimentos sobre #oMeuProfessordeEstimação ou #aMinhaProfessoradeEstimação. As imagens a seguir são uma síntese do material coletado. No final deste texto, estão os depoimentos completos dos estudantes.

1

2

3

Se você é um estudante de graduação ou de pós-graduação do ICMC e também quer homenagear um dos professores do Instituto, envie seu depoimento pelo formulário disponível em www.icmc.usp.br/e/1711d. Sua contribuição será direcionada ao homenageado e, posteriormente, poderá ser publicada.

Texto: Assessoria de Comunicação do ICMC-USP
Fotos: Arquivos pessoais dos alunos

Mais informações
Envie seu depoimento: www.icmc.usp.br/e/1711d

DEPOIMENTOS

Estudante: Sen Chai

Curso: Sistemas de Informacao

Docente homenageado: Rodrigo Fernandes de Melo

Depoimento: “Raramente conversei com o professor diretamente, mas posso dizer que fez diferença disruptiva na forma com entendo a computação básica. Meus elogios ao professor que antes de tudo prioriza entender o nível de compreensão do aluno, para levar, sem pressa, atente ao sem pressa, o raciocínio para níveis cada vez mais desafiadores. Dificuldades ao longo da matéria são constantes, e em muitas semanas me via estudando exclusivamente às atividades desta única disciplina, mas valeu muito a pena durante e ao final.

No fim do semestre a seguinte frase ganha mais sentido: Talvez, no fim sejam os professores que fazem vc sofrer que te fazem melhorar.”

Estudante: Matheus Arataque Uema

Curso: Engenheiro de Computação

Docente homenageado: Seiji Isotani

Depoimento: “Admiro muito a trajetória educacional do Seiji e me inspiro muito nela! Foi super solícito quando pedi ajuda pra entender a carreira acadêmica sobre tecnologia na educação e, apesar de ainda estar no início, já teve um grande impacto em mim.”

Estudante: Maria Victória Pizetta

Curso: Licenciatura em Ciências Exatas

Docente homenageada: Adriana do Carmo Bellotti

Depoimento: “É uma tarefa um tanto quanto complexa falar de uma pessoa que ama o que faz e que coloca seus alunos sempre em primeiro lugar. Aquela professora que sempre esteve presente e tudo o que seus alunos precisavam ela estava sempre pronta a ajudar, carregando consigo o dom de ensinar e o amor pela disciplina de Libras.

Ela conhece os alunos que tem e nunca mede esforços para fazer com que todos consigam compreender determinado assunto, tendo uma paciência gigante ao explicar diversas vezes. Além de tudo, carrega consigo experiências que são passadas aos alunos com a maior tranquilidade, comparando com os assuntos propostos nas disciplinas de educação e apontando as melhorias possíveis.

Mais do que aprender sobre grandes educadores e seus modelos de técnicas de aprendizagem, com você, professora Adriana, é possível compreender o que é ser professor!

Minha gratidão eterna por tudo!!”

Estudante: Gabriel Kanegae Souza

Curso: Bacharelado em Ciências de Computação

Docente homenageado: João do Espírito Santo Batista Neto

Depoimento: “Tive o prazer de ser aluno do Professor João Batista em três disciplinas durante a graduação, e atuei ao seu lado por dois anos na coordenação do curso. Mesmo após inúmeras conversas trocadas em sua sala - e, nos últimos meses, virtualmente -, continuo sendo surpreendido pela leveza com a qual ele se mostra disposto a tratar de assuntos dentro e fora dos livros e slides. Muito mais que passar o conteúdo proposto nas ementas - o que, é claro, é feito com maestria -, pude acompanhar o João exercendo um papel muito mais importante que o de um professor: o de educador. Recebi diversos aprendizados além das quatro paredes de uma sala de aula: desde seus "momentos culturais", que me marcaram ainda quando calouro ao me apresentar artistas brasileiros maravilhosos em uma bolha até então puramente "exata", até às recentes reuniões semanais recheadas de papos sem um rumo definido, mas que servem como um oásis refrescante em um deserto de novas preocupações frutos da distância e do isolamento. Nestes anos de convívio, pude aprender não só a programar, mas a me comunicar melhor e até a fazer pão! Logo deixarei o ICMC, mas com a felicidade de ter tido a honra de conhecer e aprender muito com o Professor João Batista, e torço para que muitos outros alunos tenham a oportunidade de encontrar tais joias em suas jornadas, que são capazdes de fazer da universidade um espaço muito mais amplo, aconchegante e libertador. Do fundo do coração, muito obrigado, João! (Rimou!)”

Estudante: Pedro Ramos Cunha

Curso: Engenharia de Computacão

Docente homenageada: Profa. Dra. Franklina (SME)

Depoimento: “Difícil escolher um professor do ICMC, como instituto incrível que é, um professor impactado mais. Dentre tantos professores maravilhosos que passaram pela minha graduacão,  que mudou o rumo da minha vida foi a professora Franklina. Quando cheguei na primeira aula dela, em fevereiro de 2020, eu não sabia o que ia encontrar ou o que esperar da disciplina de Programacão Matemática. A matéria era algo que poderia se tornar um pesadelo contas e abstracões nas mãos das pessoas erradas. Já com a gentil e sempre bem humorada Fran, foi simplesmente divino. Com joguinhos simples, logo na primeira aula, ela conquistou não só a mim, como também aos outros alunos. Então veio a pandemia, foi um golpe a todos, professores e alunos, algo que poderia ter sido desastroso. Por sorte tivemos a professora Fran guiando formidavelmente o semestre. Ela conseguiu, apesar de todos os imprevistos, seguir ministrando aulas sem abalar a qualidade das mesmas e ainda estimulando os alunos, eu me senti extremamente motivado durante o semestre. Ficava empolgado nos dias que tinha aula com a Fran porque era um dia que valia a pena. Fofa como toda aula, lá estava a professora em seu escritório de casa com o cabelo preso em um coque, explicando tão espetacularmente sobre o método simplex. Foi uma professora, e hoje uma amiga, que me fez suportar e me aconselhou muito sabiamente durante todo esse ano, certamente uma professora que merece cada reconhecimento e muito mais. Só tenho a agradecer pela passagem dela a minha vida.”

Estudante: Leandro Silva

Curso: Engenharia de computação

Docente homenageada: Kalinka

Depoimento: “Por onde começar... Era uma vez um menino do interior do MS que entrou em engenharia mecatrônica na USP sem conhecer quase nada dos cursos e áreas de tecnologia. No primeiro semestre, se por um lado eu me frustava com a área de mecânica da mecatrônica, por outro eu me encantava pela área de programação. E esse encanto teve uma influência gigantesca de uma certa professora que ministrava a disciplina de Introdução à Programação para Engenharias... A Profª Kalinka não apenas introduziu lógica e linguagens de programação como a ementa exigia, mas foi além e colocou a turma em contato com Arduino para desenvolvimento do projeto de um robozinho, apresentado em uma feira de exposição no ICMC no final do curso (https://www.flickr.com/photos/icmc-usp/albums/72157670650672115). Essa experiência tão positiva e motivante com programação e robótica ajudou muito na minha decisão de transferência para a Engenharia de Computação (ICMC/EESC), curso no qual já estou no 4º ano.

E na EngComp, a admiração pela Profª Kalinka apenas aumentou. Ela foi um dos  poucos docentes que apoiaram a criação da SEnC - Semana da Engenharia de Computação, a qual eu fazia parte do grupo organizador. Em 2018, quando fui um dos coordenadores da SEnC, ela se tornou a professora tutora do evento e ajudou imensamente na organização: sempre disponível para reuniões, batalhando por verba para a SEnC com a USP e até mesmo palestrando no evento.

Além disso, pelo SEMEAR, grupo de robótica ao qual sou presidente, tive oportunidade de ter contato com o grupo de pesquisa em sistemas embarcados críticos da Profª Kalinka, que faz um trabalho incrível com drones. Na parte de extensão, fui um dos mentores do  Technovation Summer School, projeto da profª Kalinka de mentoria em programação para incentivar meninas na tecnologia.

Em suma, nos meus quase cinco anos de USP, tive a oportunidade de ser aluno da Profª Kalinka, conhecer alguns de seus projetos de pesquisa e trabalhar conjuntamente em iniciativas de extensão. Em todas essas interações, presenciei a atuação de uma professora que é, para mim, um exemplo: uma educadora solicita e preocupada com os alunos; uma pesquisadora competente e apaixonada por tecnologia; e, acima de tudo, uma pessoa humana e socialmente responsável que defende e luta por aquilo que acredita.

Tenho certeza que sou apenas um de vários outros alunos que tiveram a trajetória marcada pela Profª Kalinka e, por isso, só tenho a agradecer. Muito obrigado por tudo e continue com o trabalho incrível!”

Estudante: Rodolfo Luís Cassimiro

Curso: Sistemas de Informação

Docente homenageada: Renata Pontin de Mattos Fortes

Depoimento: “A minha história começa num momento que eu estava muito mal em diversos aspectos. Não somente na graduação, mas também na minha vida pessoal. Estava difícil manejar todos os compromissos da graduação e a lidar com meus sentimentos e tudo ligado a minha saúde mental.

Enquanto tudo isso acontecia, eu estava frequentando aulas da Renata. Acabamos nos aproximando por causa da disciplina em si, mas não só. Como eu estava com dificuldades, fui a sua procura para pedir conselhos e ela foi a pessoa mais aberta e sensível que conheci no ICMC. Me ajudou não somente em relação a assuntos acadêmicos, mas também me aconselhou na minha vida pessoal.

Tenho certeza de que se ela não tivesse entrado na minha vida naquele momento, muito provavelmente eu não estaria mais estudando no ICMC.

Sou eternamente grato pela ajuda que ela me proporcionou e acho que nunca conseguirei agradecê-la da forma que ela merece, mas, deixo aqui meu muito obrigado.”

Estudante: Diego da Silva Parra

Curso: Engenharia de Computação

Docente homenageada: Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

Depoimento: “A professora Cristina, desde o primeiro contato, se mostrou uma pessoa muito doce, gentil, compromissada e excepcional. É nítido que ela emprega muita dedicação e amor em tudo o que faz e isso é extremamente motivador para nós alunos. O sorriso em seu rosto é muito marcante e proporcionou excelentes ambientes na sala de aula. Analisando sua formação vejo que ela prezou por experiências acadêmicas muito ricas, realizando cada parte de seus estudos em uma instituição diferente. Isso reflete direta e positivamente em suas aulas e em sua pesquisa que são ricas em contexto, análises amplas e pontos de vista diversos. Certamente, a professora Cristina se preocupou, desde cedo, em agregar muito valor a sua profissão e a tudo que fizesse. Sobre suas relações interpessoais, ela é muito simpática, compreensiva, alegre e com um toque delicado que encanta todos ao seu redor. Admiro muito todas as suas qualidades e aprendi muito com todo o contato que tive com ela. Sou muito grato por conhecê-la e aprender com toda a experiência que ela carrega. Além disso, espero aprender muito mais com seus ensinamentos (acadêmicos e humanos), bem como espero que muitos outros alunos tenham a oportunidade da ótima experiência que a professora proporciona em suas aulas.”

Estudante: Carolina Arenas

Curso: Bacharelado em Ciências de Computação

Docente homenageada: Sarita Mazzini Bruschi

Depoimento: “A professora Sarita me motiva.

Quando penso nela, me vem à cabeça um final de tarde de domingo em que estávamos no ICMC arrumando a biblioteca depois de um hackathon. Essa lembrança traz junto um monte de significados. Eu lembro de como a Sarita lutou ao lado de vários alunos para conseguir realizar esse evento, em condições que considerávamos impossíveis, e fez acontecer. Lembro de todas as burocracias que ela nos explicou e ajudou a enfrentar. Lembro de como ela escolheu comparecer ao evento, mesmo em um fim de semana e aceitou, inclusive, ser jurada.

Quando penso nela, eu também lembro da Semana de Recepção aos Calouros. Lembro de como ela se importa absurdamente com trazer um conteúdo de qualidade para os ingressantes. Lembro dela ficando até tarde nos eventos, mesmo estando cansada depois de uma longa semana.

Quando penso nela, eu também lembro das suas aulas. Lembro de como ela sempre quer muito que os alunos entendam e traz o conteúdo de maneiras variadas e divertidas. Lembro de como ela sempre se preocupa com o bem estar dos alunos e lida com quaisquer dificuldades. Lembro, também, dos doces que ela levava pra tirar um sorriso dos alunos.

Ela mostra o tempo todo como se importa com os alunos. Seja com sua formação técnica ou seu desenvolvimento pessoal. Ela quer que essa trajetória seja o mais tranquila e agradável possível. Ela faz o que pode para que isso aconteça. Professores assim me fazem querer crescer em diversos aspectos. Professores assim me proporcionam momentos inesquecíveis. Professores assim alegram os meus dias na universidade. Sendo assim, eu só tenho a agradecer por tudo que a Sarita me ensinou e ajudou, em diversos sentidos.

Como eu disse, a professora Sarita me motiva.”

Estudante: Vitor "Avatar" Gratiere Torres

Curso: Bacharelado em Ciências de Compuatação

Docente homenageada: Kalinka Castelo Branco

Depoimento: “Conheci a Professora Kalinka no meu primeiro ano assistindo uma aula dela de Engenharia de Segurança no laboratório sem estar inscrito, no final da aula ela até me perguntou se eu consegui aprender alguma coisa, sempre muito dedicada! Conheci a profissional Kalinka e sua moral quando entrei pro Ganesh (grupo de segurança que ela fundou) e precisávamos discutir a constituição do grupo que nascia, nosso código de ética e outros relatórios. Conheci a Kalinka divertida quando fui voluntário no evento TechNovation, uma escola de verão gratuita pra ensinar programação para garotas que ela criou no ICMC que recebeu garotas de todo o estado! Passávamos o dia ensinando-as como a computação é uma ferramenta sem limites e super divertida, com direito a assistir eu, Moacir, Kalinka e outros monitores fazendo uma dancinha as 9 da manhã, o que a gente não faz por uma educação com gargalhadas, né?! Nesse evento também conheci a Kalinka preocupada e a Kalinka como mãe, porque algumas maninas vinham de outras cidades e algumas tinham uma situação econômica desfavorável, e, com isso, não tinham o que almoçar, no mesmo dia que ela descobriu isso já comprou bolos, bolachas, frutas e sucos, parou as aulas e fez um grande intervalo pra que as meninas pudessem terminar o dia bem, para o próximo encontro, ela se planejou um pouco mais, entrou em contato com a prefeitura do campus da USP de São Carlos para oferecer almoço para as garotas da escola de verão, o que era possível, mas a Kalinka teria de arcar com as despesas, então ela ligou para as empresas que já estavam patrocinando o evento e outras que ainda não, explicou a situação e depois de vários telefonemas e e-mails na semana seguinte TODAS as meninas E os voluntários almoçaram de graça no restaurante universitário. A Kalinka é um exemplo de moral e preocupação com o outro, além de exímia educadora e profissional.”

CONECTE-SE COM A GENTE
 

© 2020 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação