tese-de-doutorado-do-icmc-recebe-mencao-honrosa-da-capes-e-e-premiada-em-congresso-da-sbc Notícias
Data da publicação: 03/10/2022

O trabalho é de ex-aluno do Programa Pós-Graduação em Ciências de Computação e Matemática Computacional (PPG-CCMC) do ICMC.

Em agosto deste ano, a Sociedade Brasileira de Computação (SBC) realizou a 42ª edição do Congresso da SBC em Niterói, Rio de Janeiro. O tema do evento foi “Empoderamento Digital: O Papel da Computação na Construção de uma Sociedade Inclusiva e Democrática”. Na programação do evento, estava o já tradicional Concurso de Teses e Dissertações, que assinalava sua 35ª edição.

O concurso seleciona e premia as melhores teses de doutorado e dissertações de mestrado da área de Computação do país defendidas e aprovadas no período de 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2021. A seleção é realizada através de um processo de revisão por pares do tipo duplamente anônima.

Entre os destaques do concurso, está a tese de doutorado do ex-aluno do Programa Pós-Graduação em Ciências de Computação e Matemática Computacional (PPG-CCMC) do ICMC Lucas Correia Ribas, orientado pelo Prof. Odemir Martinez Bruno. Seu trabalho intitulado “Aprendizado de representações e caracterização de redes complexas com aplicações em visão computacional”, foi premiado em terceiro lugar no concurso que contava com 43 trabalhos inscritos. Na ocasião, as 6 melhores teses foram para a fase final e as 3 melhores foram premiadas. Veja o texto de divulgação do trabalho.

Fico muito feliz com as premiações, pois é o reconhecimento de um esforço enorme e um grande desafio que foi trabalhar anos a fio investigando como melhorar as técnicas de IA e Visão Computacional para que computadores possam “aprender” a realizar as mais diversas tarefas tão bem ou melhor que os humanos, como diagnósticos médicos e reconhecimento e catálogo de espécies da flora. Tudo isso não seria possível se não tivesse tido o apoio do programa de pós-graduação (CCMC), do ICMC, da FAPESP pela concessão da minha bolsa e importantes colaborações. Destaco aqui o meu supervisor de doutorado no exterior, o prof. Antoine Manzanera da ENSTA/IP de Paris e o IFSC/USP, na pessoa não só do Prof. Odemir Bruno, meu orientador, mas também do Prof. Osvaldo Novais de Oliveira Júnior, que me ajudou bastante no desenvolvimento de várias aplicações reais relevantes, tais como, diagnóstico de doenças, destaca Lucas.

Seu trabalho também recebeu menção honrosa no Prêmio CAPES de Teses, que representava o ICMC na área de Ciência da Computação. O Prêmio seleciona as melhores teses de doutorado defendidas em 2021 em cada uma das quarenta e nove áreas de avaliação reconhecidas pela CAPES nos programas de pós-graduação adimplentes no Sistema Nacional de Pós-Graduação. Para cada área é atribuído um prêmio de melhor tese e duas menções honrosas.

 

image

Lucas Correia Ribas. Foto: acervo pessoal

 

Sobre o pesquisador : 
Lucas é natural de Tupi Paulista, localizada no interior de São Paulo. Em 2011, começou a graduação em Sistemas de Informação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Em seguida, ingressou no CCMC/ICMC para realizar o mestrado sob orientação do Prof. Odemir Martinez Bruno. Após defender o mestrado em 2017, deu início ao doutorado através da bolsa concedida pela FAPESP. Durante o período de pós-graduação no ICMC, Lucas fez 6 meses de estágio de pesquisa doutoral na École Nationale Supérieure de Techniques Avancées (ENSTA, Institute Polytechnique de Paris) no ano de 2019. Já no início de 2022, ingressou no pós-doutorado com bolsa da FAPESP no Instituto de Física de São Carlos (IFSC-USP) também sob supervisão do Prof. Odemir. Em agosto deste ano, Lucas assumiu o cargo de Professor Doutor no Departamento de Ciências de Computação e Estatística do IBILCE/UNESP.

 

Texto: Fernando Mazzola – Assessoria de Comunicação do ICMC

CONECTE-SE COM A GENTE
 

© 2022 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação